Outros

Dicas práticas de beleza para mulheres-viajantes

Se quando vocês planejam uma viagem de mais de uma semana, vocês entram em pânico ao se perguntarem “e as unhas?”, “e a maquiagem?” ou “e quando a depilação vencer?”, este post é pra vocês!

Se vocês não querem abrir mão da vaidade e, ao mesmo tempo, não querem abarrotar a mala, tenho algumas dicas baseadas nas minhas experiências, que podem ajudá-las.

Eu detesto carregar peso. De-tes-to! Levo comigo o mínimo necessário porque nada me deixa mais irritada em uma viagem que precisar de ajuda para carregar a bagagem ou não poder me locomover de um lugar a outro carregando minhas próprias coisas.

Cabelos

 

acessorioscabelo
Antigamente, este era o meu maior problema. Secador, chapinha, mil e um cremes e óleos? Não. Definitivamente eu não carrego mais tudo isso só pra ficar com o cabelo bonitinho. Eu costumava viajar com aquele secadorzinho portátil e uma escova redonda, mas, amigas… Além de ficar três horas tentando fazer uma escova (e o resultado ser péssimo), essas gerigonças só servem para ocupar espaço na mala. E mesmo que eu planeje usar o secador do hotel, nem sempre consigo. Se vocês não têm problemas com os cabelos e já acordam com eles lindos de morrer ou saem do banho e os deixam secar naturalmente sem nenhuma preocupação, podem pular este tópico.

Meus cabelos não são crespos, não são lisos, não são ondulados e eu só consigo defini-los como “abajour espigado”, portanto, deixá-los ao natural, só se eu fosse muito fã da Maria Bethânia ou fizesse cosplay de mulher das cavernas. Não é o caso.

A solução que eu encontrei foi, um mês antes de viajar, fazer uma boa progressiva. Um mês antes porque logo que eu faço a progressiva, o cabelo fica escorrido demais e eu não gosto. Assim, de progressiva, eu posso viajar por um tempão sem me preocupar com os cabelos. Levo uma escova e nada mais. Lavo os cabelos e saio bela, ao vento.

Caso vocês não gostem de química, façam uma hidratação porreta e levem um creme defrizante na mala. Um só. Nada de carregar um leave-in, um defrizante, um óleo de argan, um controlador de volume, um sei lá o quê… Se vocês têm cabelos cacheados, um definidor de cachos basta. Quando, uma vez, assumi o enroladão, viajei apenas com um mousse (e alguns elásticos para os momentos de rebeldia capilar).

Levem presilhas, elastiquinhos, grampos ou alguns acessórios como faixas e lenços que possam disfarçar a cabeleira louca. Por fim, não se matem de preocupação com isso. Todo mundo sabe que vocês estão viajando e querem mais é se divertir.

Unhas

 

Eu só uso minhas unhas gigantes. Tenho horror a unhas curtas porque minhas mãos são pequenas e gordinhas (parecem de criança) – e acho que só as unhas compridas alongam meus dedos. Então, antes de viajar, fico um tempão sem tirar as cutículas, mas lixo, hidrato e esmalto as unhas religiosamente. Assim, elas ficam mais fortes. Um dia antes de viajar, eu faço as unhas só empurrando a cutícula e esmaltando. Elas costumam durar quase duas semanas. Quando começam a descascar, eu troco ou só retoco o esmalte. Portanto, na minha mala vão apenas o esmalte com que saí de casa, lencinhos removedores de esmalte e lixa. Nada mais. Se vocês têm unhas fracas, cortem tudo antes de viajar para que elas não quebrem no meio da viagem.

Maquiagem

 

make
Sou louca por maquiagem, mas sei que não dá pra levar cílios postiços, iluminador, três cores de máscara, vinte pigmentos, quatro cores de delineador, glitter etc. O negócio é economizar o máximo possível. Então, eu levo comigo apenas o necessário: um corretivo; uma base (ou BB Cream) – de preferência as que têm uma ótima cobertura e dispensem o pó compacto; um blush, uma paletinha de quatro ou seis cores de sombra (prefiro as que têm as cores básicas – preto, marrom e branco – que são versáteis e necessárias); um delineador preto; um lápis de olho preto; um lápis de sobrancelha; uma máscara para cílios preta; duas ou três cores de batom; e quatro pincéis – um de blush, um para fazer o côncavo, um para a sombra e um para a sobrancelha. Se preciso economizar mais ainda no peso da mala, eu abro mão do lápis de sobrancelha (uso a sombra no lugar) e do pó compacto. Qualquer hora eu faço um post aqui sobre como arrumar o nécessaire de viagem com o que é realmente indispensável. ;)

Depilação

 

luz pulsada
Se eu fizer depilação hoje, daqui duas semanas ela já venceu. Como lidar, então? Há mais ou menos dois anos eu experimentei a depilação por luz pulsada. Foi o melhor método de depilação que eu já vi na vida (muito melhor que laser que, pra mim, não funciona). Fiz o tratamento por um ano e agora só faço a manutenção a cada seis meses. Isso trouxe uma praticidade incrível para as minhas viagens. Nunca mais me preocupei se a depilação vai vencer ou não – ela simplesmente não vence, hahaha. Posso passar mais de um mês fora, totalmente despreocupada. Eu levo sempre comigo uma lâmina e uma pinça para quando os pelinhos resolvem dar as caras, mas não é nada que me dê dor de cabeça.
O único problema é que isso é um investimento que requer tempo (e dinheiro), demora para “fazer efeito” e, se você precisa viajar amanhã, não adianta correr para a clínica de luz pulsada hoje. O negócio é depilar com cera e levar um creminho depilatório (ou uma lâmina) na mala.

Pele

 

pele



Levar um creme hidratante para o corpo, um antiidade diurno e um noturno para o rosto, um protetor solar para o corpo, um protetor solar para o rosto, um creme para as mãos, um creme para os pés, um gel para a celulite… Gente, não dá. Ninguém vai ficar mais velha em uma semana por abrir mão do antiidade em uma viagem. Ninguém vai morrer ressecada se não se hidratar com um creme específico para cada parte do corpo. Vamos economizar na bagagem, por favor. Escolham um único hidratante (no máximo dois, vai), que sirva para tudo. Eu levo sempre comigo apenas um protetor solar, uma loção hidratante perfumada e um Nivea da latinha azul – esse sim serve pra tudo! Desapego, meninas! É por pouco tempo. ;)

 

Além disso, se vocês estão planejando uma viagem para alguma cidade grande dos Estados Unidos ou da Europa, com certeza vão querer fazer comprinhas de beleza. Então levem o mínimo que conseguirem e, se precisarem de qualquer coisa, vocês compram por lá. Se vocês pretendem fazer um mochilão ou uma viagem pelas montanhas, pelo mato ou pela selva, vocês não terão como comprar nada, mas é principalmente nesses casos que vocês precisarão de menos coisas.

É isso, meninas. Nos vemos na próxima semana!
Beijão!

 

Acompanhe o trabalho da Luciana Sabbag
BlogInstagramFacebook

8 Comments

  • Lilian

    Cortem toda a unha?
    Depilação vencida?
    Não faça isso, não faça aquilo.
    Luiza, cadê os seus posts :( ?

    Luiza Gomes respondeu:

    mulher do céuuu teve post meu segunda, só nao teve ontem ahahahahaha

    tem pelo menos 4 posts meu por semana aqui!! \o/

    Sao apenas dicas Lilian, podem ajudar quem está indo viajar pela primeira vez, eu ja passei alguns perrengues vu ahahaha
    Bjos

  • Luciana

    Desculpe se minhas dicas não agradaram, Lilian. Se alguém tivesse me avisado de algumas coisas assim eu não teria carregado tanta coisa nas minhas primeiras viagens pelo mundo. Mas é claro que cada um faz o que quer (inclusive carregar 4 malas sozinha como eu fiz a primeira vez que passei um mês nos Estados Unidos). :)
    Espero que goste do próximo post.
    Beijos

    Luiza Gomes respondeu:

    Lu se eu tivesse lido dicas como essas quando fiz minha primeira viagem internacional, com certeza nao teria tido tantos problemas.
    São super válidas sim!!
    Bjaooo Lu!!

  • Raquel

    As dicas foram ótimas, eu adorei! E como a Lu disse, se eu soubesse de muitas coisas não teria passado perrengues em plena lua de mel em Las Vegas ahahaha. Por exemplo, fiquei 6 meses sem fazer progressiva no meu cabelo ( que é super cacheado) para segurar o penteado no dia do casório. Obviamente levei minha prancha e secador, pois meu cabelo na época só ficava legal escovado, estava em transição. Só que quando fui linda e feliz usar meus apetrechos, o plugue não encaixava na tomada pq os “furinhos” são totalmente diferentes e não me lembro de ter lido isso em lugar nenhum. Saí feito louca e com o cabelo horrível pela cidade, até achar um adaptador. Tb esqueci totalmente de levar removedor de esmalte e tb tive que comprar por lá. Antes que achem estranho o lance do cabelo, saí da festa direto p aeroporto, só tendo tempo de ir em casa, tirar o vestido e vestir a roupa que já estava separada. Obrigada pelas dicas!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *